Fundamental Manutenção Sustentável
Tel: +55 31 2510-0070

Notícias

Home / Notícias / Mineração

INVESTIMENTOS EM MINERAÇÃO SOMAM 26% DOS PROJETOS REGISTRADOS NA SUDENE EM 2013

 INVESTIMENTOS EM MINERAÇÃO SOMAM 26% DOS PROJETOS REGISTRADOS NA SUDENE EM 2013

O setor de minerais não-metálicos representou 26,5% de todos os investimentos registrados em 2013, estimados em R$ 27,2 bilhões, pela Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). O segmento registrou 39 projetos, no valor de R$ 7,2 bilhões, segundo dados de relatórios de atividades divulgado no última quinta-feira (6) pela Sudene.

O número foi impulsionado pelo projeto de modernização do Grupo Alcoa, no Maranhão, estimados em R$ 5,2 bilhões, e pela implantação das fábricas de cimento da Companhia de Cimento da Paraíba e da Maré Cimento, no Rio Grande do Norte.

O segmento de infraestrutura ficou em segundo lugar, com 34 projetos e investimentos da ordem de R$ 11,3 bilhões. No setor, o destaque ficou com o projeto de modernização do porto da mineradora Vale, no valor de R$ 5,996 bilhões.

Dos investimentos registrados, o Maranhão é o estado que mais deve receber investimentos, no valor de R$ 13,5 bilhões, em 22 projetos, sendo que a implantação de um novo berço de atracação no Pier IV do Terminal Portuário de Ponta da Madeira, da Vale, é o principal deles.

O terminal será usado no escoamento da produção de minério de ferro, minério de manganês, concentrado de cobre, produzidos pela mineradora, e ferro-gusa. A previsão é que o terminal passe a acomodar uma quantidade maior de navios e atender, além dos produtos da empresa, produtos de terceiros, como grãos de soja, petróleo e derivados.

O segundo estado a receber mais investimentos, a Bahia, com R$ 1,4 bilhão, pela implantação da unidade fabril da Basf em Camaçari. Considerado pela empresa seu maior investimento no Brasil, R$ 1,3 bilhão, o empreendimento será utilizado para produção de ácido acrílico, acrilato de butila e polímeros super-absorventes.

O estado contou, ainda, com investimentos em energia elétrica, realizados pela Arembepe Energia S.A. e UTE MC2 Camaçari 3, da ordem de R$ 704 milhões. Importantes investimentos foram realizados pela Pirelli Pneus Ltda, em Feira de Santana, e pela Mineração Fazenda Brasileiro, da Yamana Gold, em Barrocas.

Alagoas é o terceiro estado a receber mais investimentos, R$ 659,7 milhões, seguido de Pernambuco, com R$ 321,8 milhões, e Ceará, com R$ 235,3 milhões.

Ao todo, foram aprovados pela Sudene 298 pleitos de incentivos fiscais, dos quais 184 pedidos de redução do imposto de renda, 73 pleitos de isenção do Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRMM), 35 processos de reinvestimento, 3 de isenção de 100% do imposto de renda e 3 de depreciação acelerada incentivada.

Os projetos beneficiados totalizam investimentos superiores a R$ 8,2 bilhões, entre eles o de interesse do Grupo Alcoa, formado pela Alcoa Alumínio, Alcoa World Alumina, BHP Billiton e Alcan Alumina, em São Luís (MA), e a implantação da Transportadora Associada de Gás (TAG), em Pilar (AL).

De acordo com a Diretoria de Gestão de Fundos e Incentivos e de Atração de Investimentos da Sudene, foram criados cerca de 37 mil novos empregos, diretos e indiretos, nos estados citados. As informações são do relatório Incentivos e Benefícios Fiscais e Financeiros 2013, da Sudene.

Fonte: Instituto Brasileiro de Mineração